Mensagem do Presidente

Ao actualizarmos o nosso espaço neste meio de comunicação queremos saudar todos os conterrâneos, quer os que nesta terra honestamente, procuram o seu meio de vida, quer os que em outras paragens, vão angariando os proventos para honradamente ultrapassarem as dificuldades que dia a dia se lhes deparam.

Abraçamos o projecto Serpins Primeiro, por uma razão fundamental - As Pessoas. Queremos transmitir uma mensagem de esperança e a certeza que não nos vamos poupar a esforços para honrarmos os compromissos que assumimos, de modo a que a nossa terra seja cada vez mais um local onde todos se sintam bem, pois devem considerar-se em sua casa, de todos os que cá estão e também dos que pontualmente nos visitam, na perspectiva de que um dia estarão entre nós.

Queremos compartilhar convosco a alegria de vermos que finalmente se verificam mexidas no antigo Ramal da Lousã, para a implementação de novos transportes. Foi um projecto tantas vezes anunciado e só agora se pode acalentar o desejo que há tanto tempo era o sonho de muita gente.

Estamos alegres com a retirada dos carris do trilho em que se encontravam, não pela sua retirada em si própria, pois a todos, mais ou menos, criou uma sensação de perda, mas sim pelo que a sua retirada representa. Em nossa modesta opinião, a defesa do Ramal Ferroviário da Lousã é feita com a luta pela implementação de um novo meio de transporte capaz de satisfazer as populações que bem merecem mais comodidade e dignidade. Não fosse a luta travada pelas entidades Autárquicas, corria-se grande risco de, a exemplo do que aconteceu noutros ramais possivelmente até mais rentáveis que o nosso, que pura e simplesmente encerraram.

Queremos aqui deixar o nosso reconhecimento á forma como estão implementados os meios de transporte alternativos, os autocarros. Tanto quanto nos apercebemos e vamos notando, satisfazem as necessidades, tanto em quantidade como em qualidade.

Estamos também alegres porque vamos ter a médio prazo uma nova via de comunicação a atravessar a nossa freguesia, referimo-nos ao novo traçado da estrada 342 que passará muito próximo da localidade de Quatro Águas, seguindo para Góis, Arganil e Coja.

Com o nosso empenho e da Câmara Municipal esperamos que também a médio prazo se reinicie a implementação da rede de saneamento básico, muito em especial nos aglomerados mais densamente habitados, e estudo de soluções para onde a densidade seja mais reduzida.

Sabemos que Serpins tem necessidades estruturantes que devem ser implementadas.

Para um curto prazo, e de alguma maneira, resolvido que foi o problema da instalação do Rancho Folclórico e Filarmónica, vamo-nos empenhar rapidamente para a sede dos nossos soldados da Paz. Contamos com a colaboração de todos os Serpinenses, e posso comunicar-vos que estamos e encetar conversações com vista à aquisição de terrenos para, faseadamente, se construir um quartel para os nossos Bombeiros que bem necessitam e merecem.

É nossa intenção também, que a curto prazo a nossa Praia Fluvial esteja dotada de um espaço para crianças.

O nosso cemitério já está dotado de Ossários, para caso as pessoas queiram, guardar os restos mortais dos seus ente queridos.

Queremos que estejam minimamente a par do que se vai passando na nossa Terra, e esperamos as vossas criticas, ideias, sugestões e também a vossa colaboração é sempre bem vinda.

Aproveitamos a oportunidade para informar os Senhores Fregueses que residam na área geográfica desta Freguesia há mais de seis meses, devem proceder á actualização do recenseamento, para as pessoas que, por qualquer motivo, ainda se não recensearam, devem fazê-lo o mais rápido possível (obrigatório por Lei).

Nesta Junta prestam-se todos os esclarecimentos.
Despedimo-nos por agora.

Pela Junta de Freguesia
(João Pereira)